As Garotas Ver ampliado

As Garotas

Yury Chulyukin (1961), Nadezhda Rumyantseva, Inna Makarova, Nikolai Rybnikov e Lyuciena Ovchinnikova, URSS, 95 min.

Mais detalhes

Sinopse
Tosya chega a uma aldeia da Sibéria para trabalhar como cozinheira. O lenhador Ilya aposta que ela vai se apaixonar por ele, mas após alguma relutância percebe que é ele que está apaixonado por ela. Comédia romântica das mais queridas do público soviético. A atuação de Nadezhda Rumyantseva, que aos 30 anos interpretou com perfeição uma garota de 18, lhe rendeu fama mundial.

Direção: Yury Chulyukin (1929-87)
Filho de um diretor do Teatro Bolshoi, Yury Stepanovich Chulyukin nasceu em Moscou em 9 de novembro de 1929. Destacou-se como diretor de cinema, roteirista, ator e compositor. Em 1956 se formou no Departamento de Direção do Instituto Gerasimov de Cinematografia (VGIK), em Moscou, onde estudou com Grigory Aleksandrov e Mikhail Chiaureli. Seu trabalho de conclusão de curso foi o filme ‘Fumaça na Floresta’.  No mesmo ano, filiou-se ao Partido Comunista da União Soviética (PCUS). Por algum tempo dedicou-se à televisão, onde filmou cerca de trinta programas. Em 1958, começou a trabalhar no Estúdio Mosfilm, e já em sua primeira comédia, o filme "Inflexível" (1959), ganhou imensa popularidade entre o público. A comédia "As Garotas" (1961) teve sucesso ainda maior, sendo considerada seu melhor trabalho de direção. Os filmes de guerra também ocupam lugar especial na obra de Chulyukin, entre os quais se destacam "R.V.S." (1975), no qual trabalhou como roteirista e diretor artístico, e "Pátria dos Soldados", premiado em 1976 com a Medalha de Prata A. P. Dovzhenko. Foi nomeado Artista do Povo da República Socialista Federativa Soviética da Rússia (RSFSR) em 1979. A partir de 1982 lecionou no VGIK. Chulyukin faleceu em Maputo (Moçambique), em 7 de março de 1987, onde participava de uma semana de cinema soviético.

Roteiro: Boris Bedny (1916-77)
Nascido na aldeia de Yaroslavskaya, no território de Krasnodar, Boris Vassilevich Bedny se formou na Academia de Engenharia Florestal de Leningrado em 1941. Logo depois foi convocado para as fileiras do Exército Vermelho. Fez curso de 4 meses para tenente na Escola de Infantaria, e em 1942 serviu como comandante de um pelotão de fuzileiros da 100ª divisão, na frente de Voronezh. Por ações heroicas, ocupando fortalezas e repelindo repetidamente ataques inimigos, em agosto de 1942 foi condecorado com a Ordem de Lenin, mas logo depois foi capturado pelos fascistas. Libertado em 1945, foi desmobilizado com a patente de segundo-tenente. Bedny começou a escrever antes mesmo da Grande Guerra Patriótica, mas levou o ofício a sério só a partir de 1946. Em 1952, escreveu o livro de novelas e contos “Grande Corrente”, dedicado aos trabalhadores da indústria florestal. Em 1961 publicou o romance "As Garotas", que se tornou sua obra mais popular, sendo traduzida para 15 idiomas.

Música Original: Aleksandra Pakhmutova (1929)
Aleksandra Pakhmutova nasceu em 9 de novembro de 1929, em Beketovka (hoje um bairro da cidade de Volgogrado), e começou a tocar piano e a compor música já na infância. Estudou no renomado Conservatório de Moscou, formando-se em 1953. Em 1956, completou o curso de pós-graduação na área. Sua carreira é permeada por sucessos em uma variedade de gêneros diferentes. Compôs peças para orquestra sinfônica (A “Suíte Russa”, o “Concerto para Trompete e Orquestra”, a “Abertura Juvenil” e o “Concerto para Orquestra”); o balé “Iluminação”; música para crianças (cantatas, uma série de peças para coro e inúmeras canções), e músicas para mais de uma dúzia de filmes diferentes. A canção “Good-Bye, Moscow” foi a música de despedida dos Jogos da XXII Olimpíada de Moscou, em 1980. Nomeada Artista do Povo da URSS em 1964, trabalhou como Secretária dos Sindicatos de Compositores da URSS e da Rússia. Em 1990 recebeu o título de Heroína do Trabalho Socialista.

UMESDVD 059

Disponibilidade: LANÇAMENTO

R$ 39,90

Categorias