Ivan Vassilevich Muda de Profissão Ver ampliado

Ivan Vassilevich Muda de Profissão

Leonid Gayday (1973), com Yury Yakovlev, Leonid Kuravlyov, Aleksandr Demyanenko e Natalya Seleznyova, URSS, 89 min.

Mais detalhes

Sinopse
A comédia "Ivan Vassilevich Muda de Profissão", baseada na peça do escritor soviético Mikhail Bulgakov, brinca com o poder mágico e desafiador da ciência. O jovem cientista moscovita Shurik Timofeev constrói uma máquina do tempo, através da qual o czar Ivan, o Terrível, entra no século 20. Bunsha, síndico do prédio de Shurik, e o criminoso George, então no apartamento do cientista, acabam indo parar na Rússia Antiga. Embora sinta saudades de sua luxuosa vida anterior, o czar não cai no tédio nem no desespero na nova Moscou, enquanto Bunsha e George passam apuros na antiguidade.

Sucesso absoluto de bilheteria, o filme teve mais de 60 milhões de espectadores só no ano de seu lançamento, e recebeu o principal prêmio no 24­ Festival de Cinema dos Trabalhadores da Tchecoslováquia, em Praga (1974).

Direção: Leonid Gayday (1923-93)
Nascido em Svobodny, na Sibéria, Leonid Iovich Gayday alcançou imensa popularidade e amplo reconhecimento. Seus filmes quebraram recordes de público - "Braço de Diamante" (1968) atingiu a marca de 76 milhões e 700 mil espectadores -, e ainda hoje estão entre os DVDs mais vendidos na Rússia. Gayday ingressou no Exército Vermelho em 1942, e foi ferido em 1943. Estudou interpretação, entre 1947 e 1949, no Teatro Dramático de Irkutsk. De 1949 a 1955 cursou o Instituto Estatal de Cinema (VGIK), formou-se como diretor e foi trabalhar no Mosfilm. Mestre da comédia em ritmo acelerado, trabalhou com atores excepcionais como Gueorgy Vitsin, Leonid Kuravlyov, Mikhail Pugovkin, Savely Kramarov, Natalya Seleznyova, Natalya Krachkovskaya e sua esposa, Nina Grebeshkova. Dirigiu 24 filmes, entre os quais vários clássicos:  "Os Destiladores" (1961), uma adaptação cinematográfica do conto de O. Henri; "Gente de Negócios" (1962); "Operação Y e Outras Aventuras de Shurik" (1965); "A Prisioneira do Cáucaso" (1966); "Braço de Diamante" (1968); "12 Cadeiras" (1970); "Ivan Vassilevich Muda de Profissão" (1973); "Impossível!" (1975) e "O Incógnito de São Petersburgo" (1977).

Argumento original: Mikhail Bulgakov (1891-1940)
Mikhail Afanassievich Bulgakov nasceu em Kiev, na Ucrânia, filho de um teólogo e uma professora de piano. Formou-se em Medicina, tendo sido voluntário da Cruz Vermelha durante a Primeira Guerra Mundial. Após a Revolução de 1917, chegou a lutar ao lado do Exército Branco contra os bolcheviques. Em 1921 muda-se para Moscou. Nos anos 1920, sob influência de Gogol e H. G. Wells, escreveu contos e novelas como as narrativas da coletânea “Diabolíada” e a novela “Um Coração de Cachorro”, ambas lançadas em 1925. Publicou também o ciclo de contos “Anotações de um Jovem Médico” (1926), de teor autobiográfico, em periódicos locais. Foi como dramaturgo, no entanto, que Bulgakov ficou mais conhecido, quando o Teatro de Arte de Moscou (TAM) o convidou a adaptar para os palcos seu romance “A Guarda Branca” (1925), uma crônica de Kiev durante a Guerra Civil. Morreu de uma doença hereditária dos rins em 1940, tendo trabalhado até seus últimos dias em “O Mestre e Margarida”, seu romance-testamento. O apartamento do escritor, em Moscou, no qual inclusive se passa parte da trama de “O Mestre e Margarida”, foi transformado, no final da década de 2000, no Museu Bulgakov.

Música Original: Aleksandr Zatsepin (1926)
O compositor russo Aleksandr Sergueevich Zatsepin nasceu em Novosibirsk, na Sibéria. Em 1945 ingressou no Exército Vermelho. Autodidata, aprendeu a tocar vários instrumentos. Em 1947 entrou na Filarmônica de Novosibirsk, e em seguida se inscreveu no Conservatório de Alma-Ata. Graduou-se em piano em 1956, ano em que criou sua primeira trilha sonora (“Nosso Querido Médico”, de Shaken Aymanov). Estabeleceu uma estreita e estratégica parceria com outro siberiano, o diretor Leonid Gayday, escrevendo, a partir de 1965, as trilhas sonoras de todos os seus filmes. Em 1982 mudou-se para a França, retornando à URSS quatro anos mais tarde. Compôs mais de 300 canções e 120 trilhas para cinema e televisão, entre elas as músicas de "Dusha" (Alexander Stefanovich, 1981) e "A Tenda Vermelha" (Mikhail Kalatozov, 1969), produção soviético-Italiana com Sean Connery e Claudia Cardinale. Aos 93 anos é uma referência na música para o cinema. Hoje, segundo suas próprias palavras, descansa em Paris e trabalha em Moscou.

UMESDVD 050

R$ 39,90

Categorias