Eles Lutaram Pela Pátria Ver ampliado

Eles Lutaram Pela Pátria

PRODUTO EM PRÉ-VENDA COM ENVIO PREVISTO A PARTIR DE 30/10

RECOMENDAMOS PEDIDOS DESSE DVD SEPARADAMENTE DE ITENS COM PRONTA ENTREGA, EVITANDO ASSIM QUE SEU PEDIDO FIQUE AGUARDANDO ESTE LANÇAMENTO PARA O ENVIO. 

Serguei Bondarchuk (1975), com Vassily Shukshin, Gueorgy Burkov, Serguei Bondarchuk e Yury Nikulin

Mais detalhes

Sinopse
Reconstituição dos três dias de retirada de um regimento do Exército Vermelho em direção à Stalingrado, em julho de 1942, sob a ótica de três soldados de origens diferentes: um engenheiro agrônomo, um mecânico e um mineiro. Enquanto os soldados retornam, mostram sua coragem, camaradagem, temores, sentimentos e heroísmo para defenderem sua pátria. Baseado em romance do Nobel de Literatura Mikhail Sholokhov, o filme foi indicado à Palma de Ouro no Festival de Cannes de 1975.

Direção: Serguei Bondarchuk (1920-1996)
Serguei Bondarchuk nasceu na Ucrânia. Depois de combater na Segunda Guerra, concluiu seus estudos no Instituto Estatal de Cinematografia de Moscou (VGIK), na oficina de Serguei Gerasimov e Tamara Makarova, em 1948. A partir de então trabalhou como ator no Estúdio Mosfilm, debutando no filme “A Jovem Guarda”, dirigido pelo próprio Serguei Gerasimov. Em 1951 protagonizou o drama “Cavaleiro da Estrela de Ouro”, dirigido por Yuly Raizman. Em 1955 interpretou o papel principal em uma adaptação de Otelo, de Shakespeare, dirigida por Serguei Yutkevich, prêmio de melhor diretor no Festival de Cannes (1956). Em 1959 estreou na direção em "O Destino de Um Homem”. Do seu trabalho como diretor destacam-se ainda “Guerra e Paz” (1965-67), adaptação do romance de Liev Tolstoi; a coprodução ítalo-soviética “Watetloo“ (1969); “Eles Lutaram pela Pátria” (1975), sobre um batalhão que recua para reagrupar-se em Stalingrado; e a adaptação da obra de Aleksandr Pushkin, “Boris Godunov”, que protagonizou e dirigiu em 1987. Integrou a direção da União dos Cineastas Soviéticos (1971-86). Foi distinguido com o título de Artista Popular da URSS em 1952, com o Prêmio Stalin, também em 1952, e como Herói do Trabalho Socialista em 1980.

Argumento original: Mikhail Aleksandrovich Sholokhov (1905-1984)
Um dos maiores escritores soviéticos, Sholokhov nasceu em Kruzhilinsky, no território cossaco de Vyoshenskaya, fronteira da Rússia com a Ucrânia. Filho de camponeses, frequentou escolas em Kargin, Moscou, Boguchar e Vyoshenskaya até 1918, quando se juntou aos bolcheviques na Guerra Civil Russa, com a idade de 13 anos. Em 1922 se uniu aos escritores revolucionários do grupo A Jovem Guarda, e ingressou na Associação Russa de Escritores Proletários. Em 1926 publicou os “Contos do Don”, sobre os acontecimentos da guerra civil após a Revolução de 1917 e os primeiros anos da consolidação do poder soviético na Ucrânia. Em 1925 começou a escrever “O Don Silencioso”. Só na URSS foram vendidos 40 milhões de exemplares do livro. Ingressou no Partido Comunista em 1932. Em 1940 publicou “Campos Lavrados”, sobre a coletivização de terras nos primeiros meses de 1930. Entre 1940 e 1945 trabalhou como correspondente de guerra. Como fruto dessa experiência escreveu as novelas “Eles Lutaram pela Pátria” (1943) e “O Destino de Um Homem” (1967). Recebeu o prêmio Nobel de Literatura em 1965.

Música Original: Vyacheslav Aleksandrovich Ovchinnikov (1936-2019)
Nascido na cidade russa de Voronezh, Vyacheslav Ovchinnikov começou a compor muito cedo e concluiu o Conservatório P.I. Tchaikovsky, em Moscou, em 1962. Entrou para a União de Compositores Soviéticos em 1964, e para a União dos Profissionais de Cinema da URSS em 1967. Compôs principalmente óperas e música para balés, mas também é autor de quatro sinfonias, além de oratórios, suítes e peças instrumentais. Começou a trabalhar no cinema em 1957, fazendo as músicas dos dois primeiros filmes de Andrei Tarkovsky, “A Infância de Ivan” (1962) e “Andrei Rublev” (1966). Realizou ainda restaurações de filmes mudos, como a trilogia “Arsenal” (1928), “Zvenigora” (1928) e “A Terra” (1930), de Aleksandr Dovzhenko, além da trilha sonora do consagrado “Guerra e Paz” (1965-67), de Serguei Bondarchuk. Recebeu a Ordem da Bandeira Vermelha do Trabalho, e o Premio do Komsomol Leninista, em 1977, pela música do filme “Eles Lutaram pela Pátria” (1975). Em 1977 foi nomeado Artista do Povo da República Socialista Federativa Soviética da Rússia, e recebeu a Ordem “Pelos Serviços Prestados à Pátria” de IV Grau, em 1996.

UMESDVD 049

Disponibilidade: PRODUTO EM PRÉ-VENDA COM ENVIO PREVISTO A PARTIR DE 30/10/2020

R$ 39,90

Categorias