Boris Godunov Ver ampliado

Boris Godunov

Serguei Bondarchuk (1986), com Annatoly Vassilyev, Aleksandr Solovyov, Annatoly Romashin, Serguei Bondarchuk. URSS, 140 min.

Mais detalhes

Sinopse
Um ano após Gorbachev iniciar a introdução na URSS das reformas que dissolveram as derradeiras barreiras à restauração capitalista, Serguei Bondarchuk adapta, dirige e estrela a tragédia de Pushkin, “Boris Godunov”, ambientada no período 1598-1605, às vésperas da “Era das Perturbações”. Com a morte do czar Ivan, o Terrível, Boris Godunov se torna regente e 13 anos mais tarde, em 1598, assume o trono, com aparente relutância, assombrado por rumores de que fora responsável pelo envenenamento do legítimo herdeiro de Ivan, o filho Dimitry.  Alguns anos depois, um pretendente posa como o príncipe perdido e lidera uma revolta para derrubar Boris, personagem, a exemplo do Macbeth de Shakespeare, profundamente dividido entre a ambição e o remorso. 

Direção: Serguei Bondarchuk (1920-1996)
Serguei Bondarchuk nasceu na Ucrânia. Depois de combater na Segunda Guerra com o Exército Soviético, concluiu seus estudos na Universidade Estatal Russa de Cinematografia Gerasimov (VGIK), em 1948. A partir de então trabalhou como ator no Estúdio Mosfilm, debutando em um papel secundário no filme ‘A Jovem Guarda’, dirigido pelo próprio Serguei Gerasimov. Em 1951 protagonizou o drama ‘Cavaleiro da Estrela de Ouro’, dirigido por Yuli Raizman. Em 1955 interpretou o papel principal em uma adaptação de Otelo, de Shakespeare, dirigida por Serguei Yutkevich. Em 1959 estreou na direção em ‘O Destino de Um Homem’. Do seu trabalho como diretor destacam-se ainda ‘Guerra e Paz’ (1968), adaptação do romance de Lev Tolstoi; ‘Eles Lutaram pela Pátria’ (1975), sobre a Batalha de Stalingrado; e a adaptação da obra de Aleksandr Pushkin, ‘Boris Godunov’, que protagonizou e dirigiu em 1987. Seu último trabalho foi ‘O Don Tranquilo’ (1992), série de TV que realizou com seu filho, Fyodor. Foi distinguido com o título de Artista Popular da URSS em 1952, com o Prêmio Stalin também em 1952, e como Herói do Trabalho Socialista em 1980.

Argumento Original: Aleksandr Pushkin (1799-1837)
Alexandr Sergueievitch Pushkin nasceu em Moscou. Fundador da literatura russa moderna, foi pioneiro no uso da linguagem coloquial, criando um estilo que mistura drama, romance e sátira. Influenciou autores como Gogol, Lermontov e Turgeniev. Pushkin era negro como seu bisavô, o general Abraam Petrovich Gannibal, chefe para a construção de fortes marítimos e canais na Rússia. Aristocrata rebelde, amargou seis anos de exílio no Sul da Rússia. Os insurgentes dezembristas, com os quais manteve múltiplas relações, tentaram em 1825 derrubar a autocracia czarista e inaugurar um regime liberal. Entre suas obras mais conhecidas encontram-se “Ruslan e Ludmila” (1820), “O Prisioneiro do Cáucaso” (1823), “Boris Godunov” (1825), “Evgueny Oneguin” (1825-32), “Os Ciganos” (1827), “O Conto do Czar Saltan” (1832), “O Cavaleiro de Bronze” (1833), “A Dama de Espadas” (1834) e “A Filha do Capitão” (1836).

Música Original: Vyacheslav Aleksandrovich Ovchinnikov (1936-2019)
Nascido na cidade russa de Voronezh, Vyacheslav Ovchinnikov começou a compor muito cedo e concluiu o Conservatório P.I. Tchaikovsky, em Moscou, em 1962. Entrou para a União de Compositores Soviéticos em 1964, e para a União dos Professionais de Cinema da URSS em 1967. Compôs principalmente óperas e música para balés, mas também é autor de quatro sinfonias, além de oratórios, suítes e peças instrumentais.  Começou a trabalhar no cinema em 1957, fazendo as músicas dos dois primeiros filmes de Andrei Tarkovsky, ‘A Infância de Ivan’ e ‘Andrei Rublev’. Realizou ainda restaurações de filmes mudos, como a trilogia ‘Arsenal’, ‘Zvenigora’ e ‘A Terra’, de Aleksandr Dovzhenko, além da trilha sonora do consagrado ‘Guerra e Paz’ (1965-67), de Serguei Bondarchuk. Recebeu a Ordem da Bandeira Vermelha do Trabalho, o Premio do Komsomol Leninista, em 1977, pela música do filme ‘Eles lutaram pela Pátria’. Em 1977, foi nomeado Artista do Povo da República Socialista Federativa Soviética da Rússia, e recebeu a Ordem “Pelos Serviços Prestados à Pátria” de IV Grau em 1996.

UMESDVD 040

R$ 39,90