O Braço de diamante Ver ampliado

Braço de Diamante

Leonid Gayday (1968), com  Yuriy NikulinNina GrebeshkovaAndrey Mironov, URSS, 100 min.

Mais detalhes

Sinopse
O cidadão soviético Semyon Gorbunkov sai a passeio num cruzeiro marítimo. Em seu retorno, acaba levando à URSS jóias escondidas por engano no gesso colocado em torno de seu braço esquerdo depois de uma queda em Istambul. Enquanto os contrabandistas realizam várias tentativas para recuperar as pedras preciosas, um capitão da polícia russa usa Gorbunkov como isca para pegar os criminosos. Mas a esposa do nosso herói começa a desconfiar que ele foi recrutado pela inteligência estrangeira ou está tendo um caso. Está armado o quiprocó.
 
Direção e Argumento Original: Leonid Gayday (1923-93)
Nascido em Svobodny, na Sibéria, Leonid Iovich Gayday alcançou imensa popularidade e amplo reconhecimento. Seus filmes quebraram recordes de público - "Braço de Diamante" (1968) atingiu a marca de 76 milhões e 700 mil espectadores. Ainda hoje estão entre os DVDs mais vendidos na Rússia. Gayday ingressou no Exército Vermelho em 1942, foi ferido em 1943. Estudou interpretação, entre 1947 e 1949, no Teatro Dramático de Irkutsk. De 1949 a 1955 cursou o Instituto Estatal de Cinema (VGIK), formou-se diretor e foi trabalhar no Mosfilm. Mestre da comédia em ritmo acelerado, trabalhou com atores excepcionais como Georgiy Vitsin, Leonid Kuravlev, Mikhail Pugovkin, Savely Kramarov, Natalya Seleznyova, Natalya Krachkovskaya e sua esposa Nina Grebeshkova. Dirigiu 24 filmes, entre os quais vários clássicos:  "Os Destiladores" (1961), uma adaptação cinematográfica do conto de O. Henri; "Gente de Negócios" (1962); "Operação Y e Outras Aventuras de Shurik" (1965); "Prisioneira do Cáucaso" (1966); "Braço de Diamante" (1968); "12 Cadeiras" (1970); "De Volta do Futuro" (1973); "Impossível!" (1975); "O Inspetor Geral" (1977). 
 
Música Original: Aleksandr Zatsepin (1926)
O compositor russo Aleksandr Sergeyevich Zatsepin nasceu em Novosibirsk, na Sibéria. Em 1945 ingressou no Exército Vermelho. Autodidata, aprendeu a tocar vários instrumentos. Em 1947 entrou na Filarmônica de Novosibirsk. Depois se inscreveu no Conservatório de Alma-Ata. Graduou-se em piano, em 1956, ano em que criou a música para seu primeiro filme (Nosso Querido Médico, W. Almanov). Estabeleceu uma estreita e estratégica parceria com outro siberiano, o diretor Leonid Gayday, escrevendo, a partir de 1965, as bandas sonoras de todos os seus filmes. Em 1982 mudou-se para a França, mas retornou à URSS quatro anos mais tarde. Gosta de dizer: "Trabalhar em Moscou, descansar em Paris..." Compôs mais de 120 trilhas para cinema e televisão, entre elas as músicas de "Dusha" (Alexander Stefanovich, 1981) e "A Tenda Vermelha" (Mikhail Kalatozov, 1969), produção soviético-Italiana com Sean Connery, Claudia Cardinale.

R$ 39,90

Categorias