Cinema soviético ganha destaque em São Paulo

No dia 28 de setembro (quinta-feira), às 19h, o CineSesc apresenta o filme
“Aleksandr Nevsky”, abrindo a mostra “100 Anos da Revolução de Outubro”.



Cena do filme "Aleksandr Nevsky" dirigido por Serguey Eisenstein (1938)

O evento integra o seminário internacional “1917: O Ano que Abalou o Mundo” promovido pelo Sesc São Paulo e a Editora Boitempo, reunindo mais de 30 conferencistas nacionais e estrangeiros. Além do clássico de Serguey Eisenstein, a mostra traz mais seis produções do Mosfilm, realizadas em diversas épocas, legendadas em português por CPC-UMES. Entre os prêmios internacionais recebidos pelos filmes que participam dessa mostra estão o Gran Prix do Júri do Festival de Cannes ganho por “Solaris”, de Andrei Tarkovsky; o Urso de Ouro do Festival de Berlim, dado para “A Ascensão” de Larissa Shepitko e a Menção Ecumênica do Júri do Festival de Montreal para “O Caminho Para Berlim” de Serguey Popov. O CineSesc fica na Rua Augusta, 2075, telefone 11 3087-3577. Os Sete Filmes da Mostra:


ALEKSANDR NEVSKYSer
guey Eisenstein (1938), com Nikolay Cherkassov, Nikolai Oklopkov,Andrei Abrikosov, Valentina Ivasjova, URSS, 108 min.Na primeira metade do século 13, o príncipe russo Alexandr Nevsky organiza um exército popular que derrota a invasão dos ancestrais das hordas hitleristas, os Cavaleiros Teutônicos. Com trilha musical de Prokofiev, o filme foi cuidadosamente restaurado em 2015. 


SOLARIS
Andrei Tarkovsky (1972), com Donatas Banionis, Natalya Bondarchuck, Jüri Järvet, URSS, 166 min.
Grande Prêmio do Júri e Prêmio da Crítica Internacional, no Festival de Cannes, em 1972, baseado na novela de Stanislaw Lem, Solaris conta a história da investigação sobre um planeta dotado de inteligência capaz de penetrar no íntimo dos seres humanos e materializar clones de suas mais secretas lembranças.

LENIN EM OUTUBRO
Mikhail Roma (1937), com Boris Shchukin, Nikolai Okholopov, Yelena Stratova, URSS, 108 min.
Dez anos depois do “Outubro”, de Eisenstein, onde o protagonista são as massas trabalhadoras, Romm aceita o desafio de individualizar e dar vida à figura de Lenin.

CAMINHO PARA BERLIM
Serguey Popov (2015), com Amir Abdykalov, Yuriy Borisov, Maksim Demchenko. Rússia, 82 min.
Condenado por covardia ao fuzilamento, tenente do Exército Vermelho tem várias oportunidades de escapar, enquanto cruza a estepe escoltado por soldado cazaque até o posto de comando. Baseado em escritos de Emmanuil Kazakevich e Konstantin Simonov, o filme foi lançado por ocasião do 70º aniversário da vitória do Exército Vermelho sobre o fascismo.

TRATORISTAS
Ivan Pyryev (1939), com Marina Ladynina, Nikolai Kriuchkov, Boris Andreev,
URSS, 82 min.
De volta da guerra no Extremo Oriente, piloto de tanque se apaixona pela líder de uma equipe de tratoristas. A canção-tema que acompanha os créditos desta comédia musical se tornou um marcante sucesso popular.

A ASCENÇÃO
Larissa Shepitko (1977), com Boris Plotnikov, Vladimir Gostyukhin, Sergey Yakovlev, URSS, 111 min.
Durante a 2a. Guerra Mundial, dois soldados soviéticos são presos por uma patrulha nazista. Sotnikov é fiel a suas crenças e se recusa a responder qualquer pergunta. Rybak, por outro lado, argumenta que, uma vez que não sabem nada, eles devem dizer-lhes tudo e fazer o que puderem para se manterem vivos.

SONHOS
Karen Shakhnazarov e Aleksandr Borodyansky (1993), com  Amaliya Mordvinova, Oleg Basilashvili, Armen Dzhigarhanyan, Arnold Ides, Rússia, 78 min.
No final do século 19, a condessa Prizorovu é atormentada por picantes sonhos nos quais se vê transportada à Rússia pós-soviética. Ácida reflexão de Shakhnazarov sobre o rumo tomado pela restauração capitalista.


TV Brasil mostra 11 clássicos do cinema soviético 


No dia 15 de outubro (sexta-feira), a TV Brasil estreia o “Outubro Soviético”, uma série de 11 filmes clássicos da antiga União Soviética, para relembrar o centenário que a Revolução de Outubro completa este ano. As produções vão ao ar todos os dias da semana, entre 15 e 25 de outubro, às 23h.


Cena do filme “Cossacos de Kuban” dirigido por Ivan Pyryev (1949)


As atrações são as seguintes:


Domingo (15/10): “O Encouraçado Potemkin” (1925), de Eisenstein.

Segunda-feira (16/10): “O Conto do Czar Saltan” (1966), de Aleksander Ptushko.
Terça-feira (17/10): “Vassa” (1983), de Gleb Panfilov.
Quarta-feira (18/10): “A Mãe” (1989), de Gleb Panfilov.
Quinta-feira (19/10): “Boris Godunov” (1986), de Sergei Bondarchuk.
Sexta-feira (20/10): “Um Acidente de Caça” (1978), de Emil Loteanu.
Sábado (21/10): “Arsenal” (1929), de Aleksandr Dovzhenko.
Domingo (22/10): "O Velho e o Novo" (1929), de Eisenstein.
Segunda-feira(23/10): “As Aventuras Extraordinárias de Mr. West no País dos Bolcheviques” (1924), de Lev Kuleshov.
Terça-feira (24/10): “Cossacos de Kuban” (1949), de Ivan Pyryev.
Quarta-feira (25/10): “Lenin em Outubro” (1937), de Mikhail Romm.

A iniciativa resultou da parceria estabelecida entre a TV Brasil, o estúdio russo Mosfilm e a produtora CPC-UMES Filmes.


Publicado em: Sexta, 13 Outubro 2017 23:33